Dia da Cerveja Impura – veja como foi

A melhor forma de celebrar a criatividade na cerveja é beber cerveja criativa. E assim foi durante o primeiro Dia da Cerveja Impura, celebrado no sábado 23 de abril, uma resposta as comemorações dos 500 anos da restritiva Lei de Pureza da Cerveja Alemã – Reinheitsgebot. Apesar do evento ser espalhado pelo país, no Rio de Janeiro rolou a principal festa, organizada pela 2Cabeças, com mais de seis horas de inventividade dentro dos copos, com diversas novas – e exclusivas – cervejas nada puras, cheias de sabor, aroma e personalidade.

impura-1A estrela da festa era ela, a Bizarro, uma anti-cerveja feita sem água, malte ou lúpulo. Produzida especialmente para questionar a obrigatoriedade de usar apenas esses ingredientes, foi o resultado das pirações da 2Cabeças, da paranaense Morada e da alemã Freigeist. Refrescante, leve e aromática, a experiência mostrou que da sim pra fazer uma ótima cerveja fora dos limites.

Mas ela não foi a única ótima novidade. Entre elas a própria 2Cabeças levou uma Stout caseira que poderia ser transformada em cerveja de linha, ou pelo menos merecia um lote sazonal, a Stoutheinstgebot. Feita só para o evento, ela leva acerola e gengibre, que garantiram uma leve e bem vinda acidez para a cerveja. Os anfitriões ainda estavam com a ótima edição especial da Hi5 maturada com chips de amburana embebidos em cachaça e várias de suas cervejas de linha.

Outra produção exclusiva para o Dia da Cerveja Impura que podia virar uma cerveja de linha foi a Unsauberator, uma Sour Doppelbock produzida pela Penedon e a RockBird. Com ácido lático, extrato de madeira e uma dose de whiskey, nem o defensor mais empedernido da Reinheitsgebot poderia reclamar dela. Do Rio ainda rolou a ótima nova cerveja da Green Lab, a Jazzy, uma Ginger Beer onde o gengibre dica escancarado no aroma e no sabor, e a versão cafeinada da Hush, da Hocus Pocus, lançada semana passada.

Outras novidades impuras

De São Paulo também chegaram duas novidades impuras, a Extravaganza e a IPA de Quatro Grãos, da Cervejaria Treze. A Extravaganza é uma Saison que leva pétalas de hibisco na maturação, com acidez na medida e refrescante, enquanto a IPA de Quatro Grãos é uma American IPA com bom corpo e cremosa, com aveia, trigo, centeio e maltes de cevada.

Fora elas, muitas outras cervejas foram servidas ao longo da tarde e da noite. Mas o Dia da Cerveja Impura não foi só isso. Foi uma festa com ótima música, graças a um set list que fugiu do óbvio, comida boa e muita gente afim de experimentar novos sabores e aromas, sem amarras e dogmas questionáveis.

Que venha a segunda edição em 2017!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *